Arquivo da tag: enxofre

Como realizar um alisamento seguro

TIOGLICOLATO DE AMÔNIA E HIDRÓXIDO DE SÓDIO

Recebemos muitas perguntas sobre a diferença entre o tioglicolato de amônia e o hidróxido de sódio. A primeira informação que temos de saber, para realizar um alisamento seguro em sua cliente, é qual química ela já aplicou em seu cabelo. O tioglicolato de amônia e o hidróxido de sódio não são compatíveis com mais nenhuma química de alisamento. Se aplicados juntos, pode acontecer um corte químico no cabelo de sua cliente.

As Bases das duas químicas  são alcalinas. Essas bases têm a função de relaxar a haste capilar e se dividem em duas famílias bem distintas e incompatíveis, a saber: Família dos hidróxidos (os mais comuns são guanidina, sódio, lítio) e Família dos Tiols (Tioglicolato de Amônio e de Etanolamina, este último também conhecido como Monoetanolamina).

Tioglicolato de Amônia:

O Tioglicolato de Amônia tem PH 10 e sua ação acontece através da oxirredução. A oxirredução é um desligamento químico que ocorre entre duas moléculas de enxofre. O tioglicolato quebra as pontes dissulfeto dos aminoácidos de cistina. Este mecanismo é conhecido como desligamento de pontes dissulfeto. Por meio desse processo, a queratina torna-se maleável, possibilitando o alisamento

O uso do Tioglicolato de Amônia possibilita a transformação dos fios através dos processos de alisamento, relaxamento e permanente. Recomenda-se, para preservação da saúde dos fios, o uso de tonalizantes ou coloração de no máximo 20 volumes.

Hidróxido de Sódio:

O hidróxido tem PH 13 e reage nas ligações dissulfeto. Porém, sua reação gera eliminação de uma das moléculas de enxofre presentes na construção da cisteína, o que faz com que se obtenha uma transformação de cisteína para ligações de lantionina, ocorrendo o que chamamos de lantionização.